quarta-feira, 24 de maio de 2017


Opera é um navegador escrito na base do Google Chrome, um dos mais antigos existentes atualmente. Se destaca por trazer alguns recursos extras que os demais navegadores não trazem, como por exemplo, uma vpn gratuita e o bloqueio de anúncios. Além de possibilitar uma economia de bateria nos notebooks, diminuindo o nível de processamento assim que percebe que o mesmo não está ligado a uma fonte de energia.

Converse através do Opera


Após a última atualização, o navegador trouxe uma integração com os principais apps de mensagens utilizados no momento, permitindo que você inicie uma conversa no Whatsapp, Telegram ou Facebook Messenger.




Para fazer a instalação do navegador, basta acessar a página do Opera e fazer o download do arquivo de acordo com o seu sistema.



NAVEGADOR OPERA GANHA INTEGRAÇÃO COM WHATSAPP, TELEGRAM E MESSENGER

segunda-feira, 22 de maio de 2017


Conheça a Ferramenta Open Bradcaster Studio


Para quem não conhece o Open Bradcaster Studio é um dos programas mais completos para gravação de tela e transmissão de streaming no Youtube, muito utilizado pelos youtubers, está disponível tanto para Windows, Mac OS quanto para Linux.

Com o anuncio do fim do Unity muitos usuários estão migrando para outras interfaces, inclusive o Gnome que será o padrão da próxima LTS do Ubuntu. Para os que migrarem para Gnome Shell, venho lembrar que alguns programas não estão funcionando corretamente com o servidor gráfico Wayland, se você estiver usando a interface Gnome você precisa utilizar o Xorg, do contrário sua gravação sairá com tela preta.


Agora vamos instalar o OBS no Ubuntu, Mint e seus derivados, para isso você precisa adicionar um ppa,, e pode fazer isso junto com a instalação, seguindo os comandos abaixo:

sudo add-apt-repository ppa:obsproject/obs-studio -y && sudo apt-get update && sudo apt-get install obs-studio -y

Após esse passo o OBS já estará disponível para seu uso.

Leia também:


UM BELO WIDGET DE TEMPO PARA O SEU DESKTOP UBUNTU


TEMA MAC OS PARA UBUNTU


COMO INICIAR UM PROGRAMA AUTOMATICAMENTE NO UBUNTU


INSTALANDO OBS OPEN BROADCASTER STUDIO NO FEDORA



INSTALE O OPEN BROADCASTER (OBS) NO UBUNTU E LINUX MINT

domingo, 21 de maio de 2017


Recentemente o mundo da tecnologia foi bombardeado com notícias sobre o ataque pelo vírus Wanna cry que afetou apenas os computadores com Windows deixando os usuários Linux e MacOS mais tranquilos.

O Linux pode ser afetado?


Apesar do Linux possuir uma estrutura totalmente diferente da qual o vírus foi projetado para agir, pode ser afetado, e para que isso aconteça basta que você tenha o Wine ou o CrossOver instalado na sua máquina. Nesse caso, se você fizer uma pesquisa na internet e localizar um arquivo que contenha o vírus, fazendo o download do mesmo e executando, terá todos os arquivos da partição home criptografados. 
Assim como o Linux, o MacOS e o BSD, também possuem ferramentas de emulação de programas do Windows, tais como o Wine e o CrossOver, o que os torna vulneráveis ao Wanna Cry.

A única maneira de estar protegido contra o Wanna Cry, é não possuir o Wine ou CrossOver instados, ou possuir um antivírus na sua máquina, pois a maioria dos mesmos já estão atualizados para combate-lo.

Após a criptografia o arquivo vai mudar para extensão WNCRY, e o conteúdo do arquivo também vai iniciar com o nome WANACRY. 


Se preferir pode fazer um teste através de uma máquina virtual. O vírus não vai afetar os aquivos do Linux, apenas os que estiverem na partição home.

Fique atento

As se você utiliza o Wine, fique atento as extensões dos arquivos que contém o vírus Wanna Cry:

.doc, .docx, .xls, .xlsx, .ppt, .pptx, .pst, .ost, .msg, .eml, .vsd, .vsdx, .txt, .csv, .rtf, .123, .wks, .wk1, .pdf, .dwg, .onetoc2, .snt, .jpeg, .jpg, .docb, .docm, .dot, .dotm, .dotx, .xlsm, .xlsb, .xlw, .xlt, .xlm, .xlc, .xltx, .xltm, .pptm, .pot, .pps, .ppsm, .ppsx, .ppam, .potx, .potm, .edb, .hwp, .602, .sxi, .sti, .sldx, .sldm, .sldm, .vdi, .vmdk, .vmx, .gpg, .aes, .ARC, .PAQ, .bz2, .tbk, .bak, .tar, .tgz, .gz, .7z, .rar, .zip, .backup, .iso, .vcd, .bmp, .png, .gif, .raw, .cgm, .tif, .tiff, .nef, .psd, .ai, .svg, .djvu, .m4u, .m3u, .mid, .wma, .flv, .3g2, .mkv, .3gp, .mp4, .mov, .avi, .asf, .mpeg, .vob, .mpg, .wmv, .fla, .swf, .wav, .mp3, .sh, .class, .jar, .java, .rb, .asp, .php, .jsp, .brd, .sch, .dch, .dip, .pl, .vb, .vbs, .ps1, .bat, .cmd, .js, .asm, .h, .pas, .cpp, .c, .cs, .suo, .sln, .ldf, .mdf, .ibd, .myi, .myd, .frm, .odb, .dbf, .db, .mdb, .accdb, .sql, .sqlitedb, .sqlite3, .asc, .lay6, .lay, .mml, .sxm, .otg, .odg, .uop, .std, .sxd, .otp, .odp, .wb2, .slk, .dif, .stc, .sxc, .ots, .ods, .3dm, .max, .3ds, .uot, .stw, .sxw, .ott, .odt, .pem, .p12, .csr, .crt, .key, .pfx e .der

Espero que essa notícia ajude.

LINUX MACOS E BSD ESTÃO IMUNES AO WANNA CRY? SAIBA QUE SEU SISTEMA PODE SER INFECTADO TAMBÉM

sexta-feira, 19 de maio de 2017


Nesse tutorial venho apresentar uma ferramenta com o intuito de facilitar as configurações do seu sistema Linux. O nome dessa ferramenta é PostinstallerF, e nessa matéria vamos mostrar como instalar no Fedora, ubuntu, Manjaro

Se você utiliza o Fedora primeiro, adicione o repositório com o seguinte comando: 

weget -P /etc/yum.repos.d/ https://raw.githud.com/kuboosoft/postinstallerf/master/postinstallerf.repo


Depois atualize seu sistema:

sudo dnf update

Em seguida pode instalar com o comando:

dnf install postinstallerf

Após esses passos você já pode configurar seu sistema.

Se quiser saber mais sobre essa ferramenta, assista nosso vídeo no youtube:




Espero que ajude.

Veja também:

ALGUNS PASSOS LOGO APÓS INSTALAR O FEDORA PARTE 1


ALGUNS PASSOS APÓS INSTALAR O FEDORA PARTE 2, FEDY


INSTALANDO DRIVES NVIDIA NO FEDORA


 



CONHEÇA O POSTINSTALLERF E TORNE FÁCIL A CONFIGURAÇÃO DO LINUX

quinta-feira, 18 de maio de 2017


Recentemente tivemos um enorme estrago feito ataque com o vírus Wannacry no Windows. Após ter as atenções voltadas para o sistema da empresa de Redmond, chegou a hora de prestar a atenção no nosso mundo Linux, e corrigir a vulnerabilidade encontrada. 
Possuo um desktop em casa com dual boot entre Fedora e Ubuntu 16.04, e essa falha me chamou atenção. A falha foi detectada no  LightDM, o gerenciador de login do Ubuntu, e as versões afetadas são a 16.10 e a 17.04. Por causa dessa falha, o sistema não restringe corretamente a seção de convidado, permitindo, que um hacker que tenha acesso físico da máquina, consiga acessar as outras seções de usuários e colocar as mãos nos arquivos que ali contiverem.

Para testar se seu Ubuntu ainda está vulnerável ou não, basta executar os seguinte comando:


cat /proc/self/attr/current

O sistema deve lhe retornar dessa forma:

/usr/lib/lightdm/lightdm-guest-session (enforce)


Mas quando esse comando é executado na seção do Ubuntu 16.10 ou 17.04 retorna o seguinte:

unconfined


Significa que a seção de convidado não está confinada, portanto pode-se acessar outras contas e arquivos.

Essa falha se deu na mudança do gerenciamento da seção do Upstart para o systemd. Portanto as versões anteriores não foram afetadas.

O que fazer para corrigir essa falha no Ubuntu? 

A correção da falha de segurança já foi feita pela canonical, se você mantém seu sistema atualizado, provavelmente já deve ter corrigido a falha. Porém se ainda não corrigiu, basta atualizar para corrigir, ou pela parte gráfica indo no dash e em atualização, ou indo no terminal e digitando os seguintes comandos:

sudo apt-get update -y && sudo apt-get upgrade -y

Para corrigir essa falha as seções de convidados foram desativadas temporariamente.

Espero que essa dica ajude.

DESCOBERTA NOVA FALHA DE SEGURANÇA NO UBUNTU

quarta-feira, 17 de maio de 2017


Já havia lido algumas notícias sobre esse assunto. Mas agora é definitivo, a última patente que permitia a cobrança de royalties por parte da empresa que a detinha, expirou no dia 23 abril. 


Mas o que significa o fim da patente sobre o MP3?

O mp3 é um formato arquivos de músicas amplamente difundido na sociedade, contudo essa patente impedia que as distribuições Linux que incluíam o suporte a esse formato, fossem comercializadas em alguns países inclusive nos EUA. O Linux Mint por exemplo, retirou o suporte nativo ao mesmo, a partir de sua versão n° 18. 

Essa patente pertencia a empresa alemã Fraunhofer, que divulgou uma nota explicando que a mesma havia expirado, portanto agora há total liberdade de reprodução dos formatos mp3, sem dever royalties a ninguém. Único problema que você pode ter, e se adquirir músicas piratas nesse formato, mas apenas nos EUA e em alguns países, para quem vive em terras tupiniquins, não terá dores de cabeça quanto a isso.

Para aqueles que preferem formatos abertos, a algum tempo fiz uma matéria sobre os formatos de música e vídeo abertos mais conhecidos no Linux, se quiser ler clique aqui.


Fonte: Aqui e Aqui


ACABARAM AS COMPLICAÇÕES LEGAIS QUANTO AO FORMATO MP3

Acompanhe o Canal RikerLinux No Youtube

INSTALANDO IMPRESSORA BROTHER NO LINUX

Google+ Badge

CANAIS SOBRE LINUX QUE MAIS ASSISTO

Translate

GOSTARIA DE VER MAIS MATÉRIAS SOBRE QUAL SISTEMA?

Recent